MESTRE FIDA: AS ESCULTURAS COMO EXTENSÃO DO PRÓPRIO SER

Postado por Kelly Arruda em



Muita madeira, lixas e facões. A poltrona velha em que Valfrido de Oliveira Cezar senta para trabalhar denuncia o tempo dedicado à arte de esculpir. Com muita concentração, carinho e criatividade, o Mestre Fida, como é popularmente conhecido desde criança, apelido dado pelo seu irmão, vai dando forma às suas obras em sua casa-ateliê que fica no município de Garanhuns, agreste pernambucano, lugar que permanece desde o seu nascimento.

Este cenário tomou conta da vida do Mestre Fida. Por mais de 20 anos o artista produz arte na madeira. O artesão andou por diversos caminhos até chegar ao universo do artesanato. Como ele diz, já trabalhou como agricultor, jogou bola, cortou cabelo e foi pedreiro, até começar a trabalhar na empresa em que descobriu, por acaso, o dom de ser o Mestre que conhecemos.

Entre curiosidade e ousadia, Mestre Fida descobriu que para dar certo tinha que tentar. E foi assim que saiu o seu primeiro trabalho como artesão. “No começo, eu fiz uma coisa que eu não sabia fazer. Fui inventar e deu certo”, conta.

O primeiro boneco não tinha rosto. Mestre Fida fala que achava difícil esculpir os olhos e a boca, por exemplo. Mas ele brinca que para desenvolver o nariz do boneco, único órgão representado no rosto de suas obras, precisou tocar no próprio nariz para sentir como fazer. O processo inusitado e interessante de descoberta do fazer arte torna Mestre Fida único.

As memórias da infância geralmente funcionam como um trampolim para a criatividade de um artesão e com Mestre Fida não foi diferente. Os cata-ventos de madeira que ele costumava fazer quando criança retornaram na versão Homem Cata-Vento, principal obra do artista.

Diante de tantos caminhos que Valfrido percorreu, o Mestre Fida, hoje, não se vê distante arte. Para ele, além de ter o prazer de ensinar quem quer aprender, leva a vida de artesão como uma terapia. Para ele, a identificação com o artesanato é muito mais do que um trabalho. Foi nesse destino que ele aprendeu e deu valor aos princípios do ser humano: ter respeito e amor ao próximo.

“O artesanato para mim, hoje, é tudo. Eu não me vejo sem o artesanato. Eu só vou sair do artesanato quando eu morrer.”

A obra de Mestre Fida é uma extensão dele mesmo.

As obras do Mestre Fida estão no nosso site ou na loja física, que fica no endereço: Rua Bispo Coutinho, 814, Alto da Sé, Olinda/PE.


0 Comentários

Deixe um comentário

Os comentários estão sujeitos a aprovação.